5 formas de consultar o CNPJ de um fornecedor

O CNPJ é a principal informação que se levanta sobre uma empresa, seja de um cliente ou de um fornecedor que vai atender seu negócio. Porém, não basta saber que o número de identificação existe, é importante saber se ele está ativo, se é verdadeiro e se tem reclamações. Para isso, existem diversas formas de consultar um CNPJ.

O melhor de tudo é que dá para saber o CNPJ e, a partir dele, outros detalhes como situação cadastral, capital social, quadro societário, endereço e mais, de forma gratuita pela internet.

Se você não verificar essa informação, saiba que corre o risco de cair em golpes de empresas que não existem ou que possuem pendências que podem levá-lo a comprar sem nota fiscal e depois ter prejuízo. 

Quer aprender quais são as formas de consultar o CNPJ de um fornecedor em potencial ou empresa-cliente? Continue lendo este artigo e aprenda onde pesquisar.

Qual a importância de saber o CNPJ de um parceiro?

O primeiro passo da formalização de uma empresa é fazer o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica, ou seja, o CNPJ. A partir desse momento, o negócio passa a ser identificado por um número, que atesta que a empresa existe.

Os órgãos estaduais, federais e instituições privadas também vão reconhecer a empresa pelo seu CNPJ. Com a identificação, pode ser feita uma consulta de dados que vai mostrar:

  • a situação cadastral (ativa ou inativa);
  • as pendências fiscais e jurídicas existentes.

Quando é preciso contratar um fornecedor, por exemplo, essa checagem é uma forma de verificar a reputação da empresa e se ela é confiável, tendo informações positivas. 

Dessa forma, um contratante diminui os riscos na sua cadeia de suprimentos, garantindo o abastecimento e mantendo-se longe de golpistas e fraudadores que agem como terceirizados.

Além disso, ser uma empresa formalizada e com CNPJ ativo permite executar diversas atividades empresariais como:

  • participar de licitações públicas;
  • emitir notas fiscais;
  • solicitar empréstimos em bancos;
  • pagar tributos;
  • abrir contas bancárias empresariais;
  • ter funcionários com carteira assinada.

Então, não pule a etapa de consulta de dados para ter um processo de qualificação e homologação consistente e assertivo.

Quais são as formas de consultar CNPJ gratuitamente?

Agora que você sabe a importância da consulta de dados, mostramos abaixo cinco formas de consultar o CNPJ. Confira!

1. Consultar CNPJ pelo site da Receita Federal

A primeira forma de consultar CNPJ é pelo site ou pelo aplicativo oficial da Receita Federal. Para fazer a pesquisa pelo site siga os passos abaixo:

Em uma nova página vai aparecer o cartão CNPJ da empresa, um formulário que contém todas as principais informações públicas como:

  • nome empresarial e fantasia;
  • porte da empresa;
  • atividades principais e secundárias com os respectivos CNAEs;
  • endereço completo, cidade e estado;
  • contato (telefone e/ou e-mails);
  • situação cadastral (ativa ou inativa. Em caso de inatividade, o motivo também aparece).

Essa mesma pesquisa pode ser feita pelo aplicativo para celular e o processo é o mesmo. O app funciona tanto no sistema Android quanto no iOS.

2. Consultar CNPJ em outros canais

Outra das formas de consultar CNPJ é por meio de canais específicos como o Portal do Empreendedor e o Cartório de Protestos BR.

O primeiro é específico para os microempreendedores individuais, então, caso seu fornecedor seja MEI, pode utilizar o portal para a consulta de dados empresariais.

Para acessar a página de consulta do Certificado da Condição do Microempreendedor Individual (CCMEI) de uma empresa, é preciso ter uma conta Gov.br. Depois de fazer o login, basta inserir o CNPJ para visualizar os dados da empresa.

Já no Cartório de Protestos BR, é possível fazer uma busca do histórico do CNPJ de uma empresa nos últimos cinco anos.

O acesso à consulta é gratuito e pode ser feito na unidade do cartório da sua cidade ou na unidade mais próxima à sua região.

3. Consultar CNPJ pelo CPF

A terceira forma de consultar um CNPJ é usando o CPF do proprietário. Antes de detalhar essa opção de consulta, é importante sempre ter o número de cadastro na Receita Federal do fornecedor para facilitar a checagem.

Isso porque a consulta pelo CPF e a data de nascimento só pode ser utilizada para pesquisar empresas de microempreendedores individuais (MEI). O acesso é pelo Portal do Empreendedor no link Emissão de Comprovante.

Então se um fornecedor for microempresa (ME), empresa de pequeno porte (EPP) ou uma empresa normal, a única forma de checar as informações é obtendo o número do CNPJ de antemão.

É válido destacar que essa opção é mais voltada para uso do próprio MEI, caso o microempreendedor se esqueça do seu CNPJ.

4. Consultar CNPJ pelo nome da empresa

Caso você não tenha o número, outra forma de consultar o CNPJ é utilizando a razão social ou nome fantasia.

Essa opção de consulta está disponível pelo portal da Redesim. Para pesquisar, siga o passo a passo abaixo:

  • Acesse a página ‘Consulta Pessoa Jurídica‘;
  • Clique na opção ‘Pesquisa por Nome Empresarial ou Título do Estabelecimento’;
  • Crie ou faça login com sua conta Gov.br;
  • Na ferramenta de busca altere o filtro para nome empresarial ou nome fantasia em ‘Tipo de pesquisa’;
  • Coloque o título, preencha a situação cadastral, UF e clique em pesquisar.

Na nova página, aparecerão todos os dados completos, incluindo o  CNPJ da empresa.

5. Consultar CNPJ em ferramentas gratuitas

Finalizando as formas de consultar CNPJ, você pode aproveitar as ferramentas gratuitas que empresas especializadas disponibilizam na internet.

A “Consulta CNPJ” da Linkana, um software de avaliação de fornecedores, é um exemplo desse tipo de solução que permite pesquisar as informações empresariais utilizando tanto o número do CNPJ quanto o nome da empresa.

Se você precisar fazer pesquisas mais aprofundadas como, por exemplo, checar comprovantes oficiais de regularidade fiscal, pode contratar os serviços de um software especializado.

Agora que você aprendeu diferentes formas de consultar CNPJ, não deixe o processo de qualificação e homologação de fornecedores, parceiros e clientes de lado. Essa atitude simples vai lhe poupar de muitas dores de cabeça. Bom trabalho!
Este artigo foi escrito pela Linkana, empresa referência na análise pública automatizada de Compliance e governança corporativa no processo de homologação de fornecedores.

Preto Café Editoria

Portal com as melhores notícias e conteúdos diários escolhidos especialmente para você. Aqui no Preto Café só fica mal informado quem quer. Seja bem vindo e desfrute do melhor portal de conteúdo da internet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

4 × 4 =

Voltar ao topo