Lugares enigmáticos que você deve conhecer na Mongólia

A enigmática Mongólia faz fronteira com a China e a Rússia. Apesar disso, é possível se comunicar com os residentes da região em língua inglesa.

O país é conhecido pela sua história, as exuberantes montanhas, paisagens exóticas, os céus mais estrelados do mundo e a sua cultura nômade.

A sua culinária é um tanto diferente para o paladar brasileiro, contando com os bolinhos Buuz que lembram muito o nikuman japonês, sopa de leite recheada de carne com gordura e o Tsuivan, que é um macarrão frito com vegetais e carnes.

Além disso, a Mongólia sofreu uma forte influência da China, Rússia e da Coréia do Sul, que se reflete nos produtos comercializados no mercado local.

Uma boa parcela do povo mongol se concentra na capital Ulã Bator. Os mongóis são conhecidos como um povo mais reservado, porém em algumas regiões eles são bem comunicativos.

Confira a seguir algumas das atrações mais incríveis para se ver na Mongólia.

1. Região de Dalanzadgad

Dalanzadgad é a capital de Ömnögovi Aimag e fica a 540 km ao sul da capital nacional de Ulaanbaatar.

A região conta com vários atrativos turísticos como Khongoryb Els que é uma cadeia de dunas de vários quilômetros de extensão e fica na vastidão do famoso Deserto de Gobi. A área é marcada com paisagens de dunas contrastando com vegetação escassa e grandes gretas de ressecamento.

Ainda na área, é possível visitar Yolyn Am, que é um vale com montanhas cobertas com vegetação baixa, tendo áreas cortadas por rios e campos de flores, além de trilhas e um céu estrelado inesquecível.

A cidade oferece vários pacotes de passeio para os visitantes, sendo uma delas o pacote de curta duração para visitação dos principais pontos no Deserto de Gobi.

Mas para passear com segurança pelo deserto, não se esqueça que é fundamental só sair do Brasil depois que o seu seguro viagem estiver contratado. Para saber mais sobre os seus benefícios e como contratar o seu, acesse aqui! 

2. Região de Kharkhorin

Esta cidade fica localizada na área central da província de Övörkhangai e inclui o Vale do Rio Orkhon que faz parte do patrimônio mundial da UNESCO.

Nesta região é possível visitar o monastério de Erdene Zuu que data pelo menos de 1585, sendo o mais antigo monastério budista sobrevivente da ação de destruição empenhada pelos russos. Na sua arquitetura destacam-se os tons avermelhados com azul e os símbolos do monastério.

A cidade ainda conta ainda com o Museu de Kharakhorum, com grande acervo da história da Mongólia, onde é possível contemplar várias estruturas a céu aberto, estátuas, esculturas do Buda, objetos de ouro e barro, entre outras artes.

Além disso, a cidade tem pacotes de turismo para passeios entre as montanhas e o deserto feito com cavalos.

3. Cidade de Ölgiy

 A cidade é capital da província de Bayan-Ölgiy no extremo oeste da Mongólia, e é conhecida pelas suas belíssimas montanhas e trilhas.

Dependendo da época que você for, é possível participar do Festival da Águia Dourada, onde você irá contemplar o majestoso panorama da cordilheira de Altai que ocupa os territórios da Mongólia, Rússia, China e Cazaquistão, além da natureza selvagem intocada.

Outro grande atrativo na região são as trilhas, onde é possível passar entre as montanhas a pé ou a cavalo, enturmar-se com os residentes locais e saborear a culinária da região.

Próximo a Ölgiy ainda na província de Bayan-Ölgiy temos a área de Tsagaan Nuur, onde ocorre o festival e o tour da Águia Dourada e trilhas para a cordilheira de Altai. Nesta área você poderá ver belíssimas paisagens montanhosas com rios e áreas com neve.

 4. Região de Ulaanbaatar

A cidade é a capital da Mongólia, também conhecida como Ulã Bator, situa-se no vale do rio Tuui, no qual há o contraste de mosteiros com edifícios da época da União Soviética.

A região conta com passeios de ônibus, 4×4 e excursões culturais, turísticas privadas e de vários dias. Além disso, há uma boa estrutura para acomodar os turistas como hotéis, possibilidade de comunicação em outros idiomas que não seja o inglês e serviços de transfer até o aeroporto.

Um dos vários pacotes que você pode contratar ao chegar ao país, tem duração de um dia inteiro onde você irá passear pelos principais pontos turísticos da capital, incluindo o Museu Nacional de História, Mosteiro de Gandan e o Mercado de Narantuul. Outro ponto forte deste pacote é que o almoço e o translado até o hotel estão inclusos no pacote. Gostou de conhecer algumas das principais atrações turísticas da Mongólia? O país é pouco explorado no mercado turístico, mas é uma ótima opção para quem não quer gastar tanto dinheiro. Aliás, muitos países na Ásia têm um custo de vida baixíssimo, como a Índia. Não perca a oportunidade de conhecer a Mongólia!

Preto Café Editoria

Portal com as melhores notícias e conteúdos diários escolhidos especialmente para você. Aqui no Preto Café só fica mal informado quem quer. Seja bem vindo e desfrute do melhor portal de conteúdo da internet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo